Atividade Piscatória


A Praia do Carvoeiro e Benagil foram, em tempos, um simples lugarejo medieval, um pequeno núcleo de pescadores que labutavam numa atividade de subsistência, rude e agreste, pouco rentável e sempre perigosa. Tratavam-se de pequenos aglomerados, reduzidos a algumas cabanas de pescadores que, pouco a pouco, passaram a ser habitações permanentes. Ainda assim, sendo um lugar pouco habitado até ao século XVI, Carvoeiro, tal como Benagil, alimentava de pescado as populações de Lagoa e Porches Velho, bem como pequenas aldeias e propriedades agrícolas viizinhas.


A história da Praia do Carvoeiro, tal como de Benagil, aparece sempre ligada ao mar, à pesca e à defesa costeira. No entanto, atualmente não existe a arte da pesca, como atividade de subsistência, na Praia do Carvoeiro. O mesmo não acontece em Benagil, onde ainda há quem se dedique à pesca artesanal e onde recentemente foi criada uma associação de pescadores.